Fantochada benfiquista e…

 

Programa “Universo Porto da Bancada” abordou, entre outros temas, a investigação a Luís Gonçalves
Esta terça-feira foi dia de “Universo Porto da Bancada”, no Porto Canal, programa no qual Francisco J. Marques fez o ponto da situação relativamente a uma queixa apresentada no Ministério Público que motivou uma investigação a Luís Gonçalves, director-geral do FC Porto. O director de comunicação e informação dos Dragões afirmou que o clube e o visado nada têm a temer nesta situação, uma vez que Luís Gonçalves não teve qualquer tipo de influência na despromoção do árbitro Tiago Antunes. Os jogos particulares disputados nos últimos dias pela selecção portuguesa, a última entrevista de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, à BTV, e as rábulas do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) também foram temas abordados por Francisco J. Marques e pelo restante painel.
FC Porto e Luís Gonçalves sem nada a temer
“As investigações devem sempre ser levadas até ao fim. O FC Porto e o Luís Gonçalves nada têm a temer relativamente a este assunto. Todos nos lembramos do jogo em Braga. No final do jogo, de cabeça quente, o Luís Gonçalves excedeu-se e proferiu uma frase para o árbitro Tiago Antunes que resultou num castigo de 30 dias aplicado pelo Conselho de Disciplina. Basicamente, disse-lhe que com aquele comportamento iria ter uma carreira curta. No final dessa época, Tiago Antunes foi despromovido. Alguém apresentou uma queixa e é preciso perceber se a despromoção teve influência do Luís Gonçalves, mas ele não fez rigorosamente nada e isto vai resultar em nada. Só quem não seguiu as arbitragens de Tiago Antunes poderia estranhar a despromoção. Era um dos árbitros mais fracos e toda a gente sabe que chegou à Primeira Liga por ser afilhado do Ferreira Nunes. O Luís Gonçalves não é arguido do que quer que seja, mas o FC Porto quer que todas as investigações se façam até ao fim. Estamos tranquilos. O FC Porto e o Luís Gonçalves defendem que tudo deve ser investigado, mas não vão encontrar nada.”
Os e-mails e a entrevista de Luís Filipe Vieira à BTV
“Os comportamentos do Benfica expressos e relatados nos e-mails, absolutamente verdadeiros, são comportamentos que desvirtuam a competição e que alteram a verdade desportiva. Ninguém do Benfica desmentiu o conteúdo dos e-mails. Não estávamos a enganar ninguém quando dissemos que este era um dos maiores escândalos do futebol português. É uma teia gigantesca e que tem ramificações muito grandes, transversais a todas as estruturas do futebol. Vai continuar a saber-se. E isto não vai acabar. Se Luís Filipe Vieira não quer ter ciclismo por causa de doping, tem de acabar com muitas outras modalidades. O Benfica é o clube em Portugal que tem, de longe, o maior número de casos relacionados com doping, em várias modalidades.
O IDPJ
“É inacreditável que fale em nome da PSP. Há situações especialmente graves que não tiveram o mesmo tratamento por parte deste organismo. Existe cumplicidade e subserviência em relação ao Benfica. É por demais evidente e está à vista de todos que o Benfica apoia as suas claques ilegais. Os legalizados têm mais problemas do que os ilegais. É inacreditável. Isto cabe na cabeça de alguém? Isto é irracional. Este Secretário de Estado para o Desporto e para a Juventude não serve para nada.”

Universo Porto da Bancada_Ver aqui

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s