Dragões sofrem para vencer

 

Se a primeira parte dos dragões foi muito razoável, até aceitável atendendo ao esforço da passada quarta-feira para a Champions, e, porque o Herrera a determinada altura abriu o livro e atirou a contar. E ainda, exceptuando as bolas que os avançados mandaram para fora e para a bancada. 
Já os segundos 45′ foram enervantes, irritantes: passes transviados que foram parar aos contrários, atrapalharam-se uns aos outros, muita precipitação e muita coisa mal feita.  Neste período o Belenenses só não marcou, umas vezes por inépcia própria e outras porque estava na baliza o José Sá. Durante largos períodos do 2º tempo em que dominou, pode-se dizer que  Belenenses não marcou porque lhes faltou alguém na frente com pontaria suficiente para violar as redes portistas.
Grande capitão – Herrera – O melhor futebolista do jogo
Da actuação da equipa portista é de realçar, alem de Herrera: um portento de atitude, garra e técnica! O “goalkeeper” 
José Sá, os quatro defesas: Ricardo, Felipe (com duas excepções) , Marcano, Alex Teles; Reyes, André André enquanto teve forças, Brahimi e Aboubakar.
Os medíocres:
Jesus Corona que pareceu entrar já cansado…!
Hernâni e Sérgio Oliveira que não estão a aproveitar as oportunidades para se evidenciarem, imporem, e, Galeno a demonstrar insegurança e falta de maturidade.
Da minha lavra: Na minha opinião o Maxi devia ter entrado
Não percebi o motivo porque o Mr. Sérgio Conceição à semelhança do que fez na pp quarta-feira, não insistiu em fazer entrar o Maxi que tão boa conta deu de si no jogo contra o Leipzig, para defesa direito, deslocando o Ricardo para o ataque …! É que Corona entrou e pouco se viu, aliás Corona é muito menos eficaz a defender do que Max ou Ricardo.

Sábado, 4 Novembro 2017 • 20:30 – Estádio: Dragão, Porto – Assistência: 38.516
FC PORTO                               11.ª Jornada                              BELENENSES

                                                                                 

Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria)
Assistentes: Nuno Pereira e Pedro Felisberto (VAR: Luís Ferreira)
4.º Árbitro: Rui Costa
FC Porto: 
12 José Sá
21 Ricardo, 28 Felipe, 5 Marcano, 13 Alex Telles
23 Reyes, 20 André André 16 Herrera (c) 
8 Brahimi 7 Hernâni 9 Aboubakar 
Suplentes: 1 Casillas
2 Maxi Pereira, 10 Óliver, 17 Corona , (60′ Hernâni)
21 Layún, 27 Sérgio Oliveira , (75′ André André)
90 Galeno , (75′ Brahimi)
Treinador: Sérgio Conceição
Os Golos
Herrera (c) 42′ – 
Aboubakar  90′

Belenenses: 1 Muriel
18 Geraldes, 37 Gonçalo Silva, 25 Nuno Tomás, 29 Florent
99 Bouba Saré , 23 Hassan Yebda, 10 Diogo Viana 
8 André Sousa (c) (17′), 80 Roni, 16 Maurides
Suplentes: 77 Filipe Mendes, 7 Miguel Rosa, 9 Tiago Caeiro 
(71′ André Sousa), 11 Jesús Hernández, 17 Pereirinha 
(31′ Bouba Saré), 21 Benny , (60′ Diogo Viana), 93 Cleylton
Treinador: Domingos Paciência
Tribunal de OJogo exorbita e escamoteia!
OJogoPorque não abordou o lance em que Hernâni é atropelado em cima da linha da grande área do Belenenses…?!

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s