Falcatruas benfiquistas

 

Denúncia das falcatruas de dirigentes do Benfica
Francisco J. Marques divulga emails com uma novidade: Eva Mendes

Francisco J. Marques, director de comunicação e informação do FC Porto, voltou a revelar no programa Universo Porto de Bancada, do Porto Canal, novos emails envolvendo Nuno Cabral e Paulo Gonçalves, anteriormente mencionados nas divulgações do clube azul e branco.
“A 19 de Fevereiro de 2016, Eva Mendes enviou um email para Paulo Gonçalves, não tinha texto, mas tinha um anexo que era o relatório de observação do árbitro no Moreirense-Belenenses, João Pinheiro, que teve nota de 2.3. Mas a consulta de outros emails permite reconstituir. O relatório deu uma nota muito insatisfatória ao desempenho do João Pinheiro e a Eva Mendes envia isto para Paulo Gonçalves. Em Março, João Pinheiro envia para o Nuno Cabral um email sem texto, mas que traz em anexo o processo 56, o recurso pela nota, porque achava que foi mal avaliado e devia passar para 3.4 que é bom. A Eva Mendes envia para o Paulo Gonçalves novamente. A comissão de análise na sua revisão formal, manteve a nota”, contou Francisco J. Marques.
“A Eva Mendes não é nem mais nem menos do que um alter rego do Nuno Cabral. Como é possível que um árbitro da I Liga esteja a utilizar o Nuno Cabral como intermediário para fazer chegar isto ao Benfica? Fica mais uma vez visível que o Nuno Cabral é um intermediário das comunicações entre João Pinheiro e Paulo Gonçalves. A federação não pode continuar de braços cruzados. Quando revelámos a identidade do Franck Vargas, o Conselho de Arbitragem percebeu quem é que lhe andava a mandar emails. São coisas recentes e graves. Quantos jogos foram arbitrados pelo João Pinheiro? Mas o que interessa é saber porque é que ele envia para o Paulo Gonçalves o relatório do observador. Porque é que vai obter essa ajuda a um clube que compete. Todos os emails que o Nuno Cabral recebe envia-os para o Paulo Gonçalves”, sublinhou.
Universo Porto da bancada
Universo Porto da bancada_15 de Agosto_Ver aqui

Aboubakar resolve

 

Uma boa vitória obtida contra uma equipa que vinha procurar pontuar (jogar para o pontinho). Não há duvida porem que esta equipa do Mister Sérgio Conceição tem os pés bem assentes na terra e não facilita. Parabéns portanto ao Mister e à equipa.

Domingo, 20 Agosto 2017 • 18:00 – Estádio: Dragão, Porto – Assistência: 46.509
FC PORTO                                3.ª JORNADA                                MOREIRENSE

                                                                                   

Árbitro: Manuel Oliveira (Porto)
Assistentes: Tiago Leandro e Pedro Ribeiro
4.º Árbitro: Humberto Teixeira (VAR: Tiago Martins)

FC Porto: 1 Casillas
2 Maxi, 28 Felipe, 5 Marcano (c), 13 Alex Telles
17 Corona  , 22 Danilo, 10 Óliver, 8 Brahimi 
11 Marega, 9 Aboubakar 
Suplentes:
12 José Sá, 7 Hernâni (67′ Corona), 16 Herrera,  

19 Layún (83′ Aboubakar), 20 André André
23 Reyes, 25 Otávio (46′ Brahimi)
Treinador: Sérgio Conceição
Moreirense: 
18 Jhonatan Luiz
95 Pierre Sagna (87′), 6 Aberhoun, 3 André Micael (c), 5 Rúben Lima
57 Bruno Ramires, 90 Alfa Semedo 23 Rafael Costa, 11 Ernest Ohemeng
70 Ronaldo Peña 77 Arsénio
Suplentes: 31 Victor Braga
4 Iago Santos, 7 Frédéric Maciel (70′ Ronaldo Peña)
8 Alan Schons, 22 Koffi, 88 Cádiz (46′ Ernest Ohemeng)
91 Neto (68′), (46′ Alfa Semedo)
Treinador: Manuel Machado
Os Golos
Por Aboubakar aos: 18′, 21′ e 77′

Vencemos apesar do Piló


FC PORTO B-PENAFIEL, 3-1 – 
Ledman LigaPro, 3.ª jornada
19 de agosto de 2017 – Estádio de Pedroso, em Vila Nova de Gaia
Árbitro: Fábio Piló
Assistentes: José Mira e Rui Freire
Quarto árbitro: Paulo Soares
FC PORTO B: Diogo Costa; Diogo Dalot, Jorge Fernandes, Alan Bidi e Luís Mata; Rui Pires, Luizão e Rui Moreira (cap.); Fede Varela, Galeno e André Pereira
Substituições: Galeno por Madi Queta (88m) e Fede Varela por Bruno Costa (84m)
Não utilizados: Ricardo Silva, Musa Yahaya, Diogo Queirós, Yan Dinghao e Ruben Macedo
Treinador: António Folha
PENAFIEL: Ivo Gonçalves; Kalindi, João Paulo, Diouf e José Gomes; Rafa Sousa (cap.), Romeu Ribeiro e Gustavo; Caetano, Ludovic e Fábio Fortes
Substituições: Ivo Gonçalves por Tiago Rocha (50m), Romeu Ribeiro por Tiago Ronaldo (58m) e Gustavo por Fábio Abreu (70m)
Não utilizados: Luís Dias, Luís Pedro, Vasco Braga e Danilo
Treinador: António Conceição
Ao intervalo: 1-1
Marcadores: Diouf (9m, pen.), Galeno (14m), Fede Varela (48m), André Pereira (90m+3)

I Liga – Árbitros nomeados

 

I LIGA:
Sexta-feira, 18 Agosto – 
Rio Ave – Portimonense, João Pinheiro (Braga). VAR: Luís Ferreira
Sábado, 19 Agosto – Tondela – Estoril, António Nobre (Leiria). VAR: Fábio Veríssimo
Vitória de Guimarães – Sporting, Hugo Miguel (Lisboa). VAR: Jorge Sousa
Benfica – Belenenses, 20:30, Rui Costa (Porto). VAR: Vasco Moreira Santos
Domingo, 20 Agosto – Vitória de Setúbal – Chaves, Manuel Mota (Braga). VAR: João Capela
FC Porto – Moreirense, Manuel Oliveira (Porto). VAR: Tiago Martins

Aves – Braga, Fábio Veríssimo (Leiria). VAR: Hélder Malheiro
Marítimo – Boavista, Luís Godinho (Évora). VAR: Rui Oliveira
Segunda-feira, 21 Agosto – Feirense – Paços de Ferreira, Carlos Xistra (Castelo Branco). VAR: Bruno Paixão

Tráfico de influências

 

Por aqui se pode ver o modo de actuação das gentes (sabujos) benfiquistas, os quais trabalham no escuro procurando instrumentalizar, influenciar e manipular; tudo em benefício do clube da águia…!
O director de comunicação e informação do FC Porto, Francisco J. Marques, voltou a falar sobre o email enviado por Ferreira Nunes ao Conselho de Arbitragem sob o pseudónimo Franck Vargas.

O director de comunicação e informação do FC Porto, Francisco J. Marques, voltou a falar esta sexta-feira sobre o email enviado por Ferreira Nunes ao Conselho de Arbitragem, afirmando-se incrédulo com a influência que o antigo vice-presidente do órgão federativo continua a ter sobre o mesmo.
“No dia 26 de Julho estava o decorrer o estágio dos árbitros e o Franck Vargas, pseudónimo de Ferreira Nunes, enviou um email muito crítico para o Conselho de Arbitragem em que punha várias coisas em causa. O que isto demonstra é que o senhor Ferreira Nunes continua, hoje em dia, a interferir com a arbitragem. Como? Enviando emails aos árbitros e de forma anónima para procurar servir quem?”, questionou o dirigente do clube azul e branco, acrescentando que o futebol português encontra-se perante “mais um caso de tráfico de influências”:
“Toda a gente percebe quem está por detrás disto. Quando se fala sobre a divulgação de emails que temos feito, estamos a prestar um serviço ao futebol português. E este é mais um caso disso. Se não tivesse havido a revelação de que o senhor Franck Vargas é Ferreira Nunes, ninguém saberia, nem os árbitros nem os elementos do Conselho de Arbitragem, quem era a pessoa que enviava os emails. Agora sabem que era o responsável pela classificação dos árbitros com o prejuízo que causou a alguém e os benefícios de outros”, completou Francisco J. Marques.

Porto vence em Tondela apesar…

 

De Fábio Veríssimo um juiz do apito anti-portista e com défice de isenção…!
Sintomático – Diferenças importantes assinaláveis
Fábio Veríssimo não hesitou em recorrer ao video-árbitro para comprovar se o golo do Porto foi ou não legal, mas já não seguiu o mesmo critério
(pelos vistos não teve dúvidas) para analisar os dois lances duvidosos na grande área do Tondela em que os portistas : Marega e Ricardo foram travados em falta por jogadores do Tondela. Dois lances que pediriam uma análise/avaliação competente e criteriosa…
Sendo o lance de dúvida entre Ricardo Costa e Marega
(penálti por marcar) e a falta clara por assinalar sobre Ricardo, esta se dentro ou fora da grande área.
Mas mais, utilizou sempre uma dualidade de critérios gritante: ao permitir o jogo duro muito faltoso dos jogadores do  Tondela e extremamente rigoroso a descobrir faltas contra o FC Porto.

Constatação gritante – Benfica com árbitros estrangeiros não vence jogos
E a demonstração deste facto é que o Benfica não ganhou os jogos da pré-época em Inglaterra e tem tido muitas dificuldades em passar dos oitavos de final em provas como a Champions League.
No campeonato nacional é muito mais fácil para o Benfica vencer os seus jogos porque beneficia da influência que a imprensa desportiva lisboeta exerce sobre a arbitragem e pelo facto da maioria dos treinadores da 1ª Liga serem anti-portistas e benfiquistas do coração. Mas há mais, depois do Papa-óstias benfiquista, há uns 3 ou 4 anos atrás, ter chamado publicamente a atenção dos treinadores das equipas adversárias (um exemplo Tondela: Pepa benfiquista) do FC Porto para o facto de não facilitarem e passarem a utilizar super-ferrolhos contra os portistas, estas equipas passaram a colocar 2 autocarros em frente à sua baliza sempre que defrontam os dragões.
Domingo, 13 Agosto 2017 • 20:15 – Estádio : João Cardoso, Tondela

TONDELA                       2.ª Jornada                        FC PORTO
                                                               

Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria)
Assistentes: Paulo Soares e Paulo Felisberto
4.º Árbitro: Bruno Rebocho (VAR: Hélder Malheiro)
Tondela: 1 Cláudio Ramos
22 David Bruno, 24 Osorio , 20 Ricardo Costa (c) (72′), 5 Pité
7 Claude Gonçalves, 27 Bruno Monteiro, 8 Hélder Tavares
28 Wagner, 99 Heliardo , 77 Murilo (50′)
Suplentes: 12 Ricardo Janota, 9 Tyler Boyd , (57′ Murilo)
10 Pedro Nuno, 11 Miguel Cardoso , (79′ Osorio)19 Tomané (50′)
(46′ Heliardo), 23 Joãozinho, 40 Junior Pius
Treinador: Pepa
FC Porto: 
1 Casillas
21 Ricardo, 28 Felipe (56′), 5 Marcano (c), 13 Alex Telles
17 Corona (78′), 22 Danilo, 10 Óliver 
8 Brahimi, 11 Marega, 9 Aboubakar 
Suplentes: 12 José Sá
7 Hernâni, 16 Herrera , (69′ Óliver)
19 Layún , (84′ Corona), 20 André André , (80′ Aboubakar)
23 Reyes, 25 Otávio
Treinador: Sérgio Conceição
Um golo de belo efeito
Insistência de Aboubakar aos 37 minutos
Lances duvidosos decididos por Fábio Veríssimo contra o FC Porto
Do primeiro tempo, para além de uma mão cheia de lances perigosos de ataque dos Dragões, fica um lance de dúvida entre Ricardo Costa e Marega – e a principal dúvida é se o toque do ex-portista foi dentro ou fora da área.
Logo no início da segunda parte a dúvida volta a ser a mesma: falta clara por assinalar sobre Ricardo, mas dentro ou fora da grande área?